Cultura

INCENTIVO

Crianças da APAE participam da Ciranda Cultural

O projeto oportuniza que as crianças tenham acesso à cultura e diversão

Publicado em: 23/11/2021 por Rafael Pestana

Fundação Cultural de Imperatriz

Crianças da APAE participam da Ciranda Cultural

Ontem (22), as crianças da escola municipal Tocantins foram contempladas com as ações do projeto Ciranda Cultura. (Foto: Assessoria)

Nesta terça-feira (23), a Prefeitura de Imperatriz realiza mais uma ação do projeto Ciranda Cultural. A iniciativa, realizada por intermediação da Fundação Cultural do município (FCI), levará as crianças assistidas pela APAE para uma sessão de cinema. Com programação marcada para iniciar às 14h, as crianças irão percorrer a trajetória no Trenzinho da Alegria, com brincadeiras e músicas, até o Tocantins Shopping. Além das atividades lúdicas, cada criança receberá combo de pipoca e refrigerante. 

Paulinho Lobão, presidente da FCI, destaca que, “nessa nova rodada da Ciranda Cultural, estamos levando arte e cultura para algumas escolas da rede municipal, contemplando assim as crianças para prestigiar uma divertida sessão de cinema, além de outras atividades lúdicas, envolvendo o circo e a literatura. É importante oferecer várias linguagens culturais, descentralizar nossas ações e incentivar outras manifestações artísticas. A Fundação Cultural tem o papel de fomentar várias frentes e claro, incluir as crianças e adolescentes em todo esse processo”.

A Ciranda Cultural tem como objetivo fomentar e levar cultura para os alunos da rede municipal de ensino, com variadas linguagens artísticas, como artes cênicas e visuais, bem como o fortalecimento do incentivo à leitura com a literatura, declamação de poemas, contos e crônicas, além da contação de histórias. Na segunda-feira (22), os alunos da escola Tocantins participaram da ação. Nas próximas semanas serão trabalhadas oficinas de artes plásticas (pintura), atividades lúdicas circense e literatura.

“Tudo que é bom e para o bem se faz com esforço e dedicação. Não tem sido fácil a organização de toda essa estrutura montada  diariamente para levar alegria e diversão, não só para as crianças, mas para toda família nos bairros. Boa parte delas nunca teve a oportunidade de ter acesso a esse tipo de intervenção cultural, serão dias que ficarão mercados na memória e no coração de cada pequenino”, conclui Paulinho Lobão.

Cultura