Cultura

MES DA CRIANÇA

Ciranda Cultural visita o Povoado Lagoa Verde nesta sexta-feira

A edição do evento no Dia da Criança, na Avenida Beira-Rio, foi um sucesso de público.

Publicado em: 22/10/2021 por João Rodrigues

Fundação Cultural de Imperatriz

Ciranda Cultural visita o Povoado Lagoa Verde nesta sexta-feira

Parte das atrações do Ciranda Cultural de hoje na Lagoa Verde. (Foto: Assessoria)

Em comemoração ao mês da criança, a Fundação Cultural de Imperatriz (FCI) inicia nesta sexta-feira, 22, a “Ciranda Cultural: teatro circense de rua nos bairros de Imperatriz”, que vai levar muita alegria e diversão à criançada de diversos locais da cidade. A programação itinerante começa pelo povoado Lagoa Verde, e encerra-se no domingo,24, no Parque Alvorada, sempre a partir das 18h.

As atrações dos três dias de programação, são: Palhaça Jô Peteleco, Trem da Alegria, Turma da Mônica Cover, Contação de Histórias, Malabares, Pula-pula, Escorrega e Trupe de Habilidades Circenses. Não faltará música, animação e brincadeiras para a garotada.

A edição deste fim de semana está cercada de expectativas, após o sucesso de público do mesmo evento no setor Beira-Rio no Dia das Crianças.

"Mais uma vez estamos levando as ações da Fundação Cultural para os bairros de Imperatriz, pois entendemos que a cultura tem que acontecer de forma descentralizada. Fizemos a Ciranda na Beira-Rio e foi um sucesso de público e, agora, é a vez da criançada das comunidades receberem nossos artistas do chamado 'circo de rua', além diversas brincadeiras e o divertido Trem da Alegria", destacou o presidente da Fundação Cultural, Paulinho Lobão.

A animadora e palhaça, Jô Santos, disse que as expectativas para o evento neste fim de semana são muito grandes. “Vamos ter uma volta no bairro com o Trenzinho da Alegria, a distribuição de brindes, como pipoca, algodão doce e depois tem o aquecimento da galera com o palhaço Toquinho, depois, a gente apresenta o Espetáculo Palhaça Conta Cena, Turma da Mônica e  pessoa da Trupe de Habilidades Circenses”.

Referência na cidade na arte de fazer a criançada rir, a palhaça revelou ainda que o evento está sendo importante para ela em particular, para atravessar um momento familiar muito difícil.

“Muita tristeza não, mas de dor, de saudade pois Deus levou o meu filho dele de volta, nossos filhos são nossos apenas por um tempo. Então chega a hora deles partirem, mas essa partida é muito dolorida. Falar é muito fácil, esses trabalhos estão me fazendo reviver novamente, sair dessa tristeza e começar a viver sem o Lucas”, revelou Jô em tom emocionado. Lucas, o filho de Jô, era um dos autores do texto de apresentação do atual espetáculo dela.

Programação

Sexta-feira: Povoado Lagoa Verde

Sábado: Conjunto Vitória

Domingo: Parque Alvorada.

 

Cultura