Meio Ambiente

ATIVIDADES

Prefeitura alinha plano de ações de educação ambiental

Objetivo é conscientização de comerciantes sobre destinação de resíduos e manutenção das áreas verdes

Publicado em: 23/06/2021 por Léo Costa

Secretaria do Meio Ambiente

Prefeitura alinha plano de ações de educação ambiental

Secretária Rosa Arruda reunida com técnicos da Semmarh (Foto: Assessoria)

Técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, se reuniram na manhã desta quarta-feira, 23, com a titular da pasta, Rosa Arruda, para alinhamento do plano de ações de educação ambiental, fiscalização e paisagismo de praças, feiras e avenidas da cidade. Encontro foi realizado no Complexo Administrativo Doutor Carlos Gomes de Amorim, Rua Rafael de Almeida Ribeiro, 600, São Salvador.

“Uma das principais finalidades das ações que serão desenvolvidas pelo Departamento de Educação Ambiental, é reforçar o trabalho de conscientização dos comerciantes sobre a importância da destinação correta dos resíduos sólidos e da manutenção das áreas verdes do município. A nossa meta é alcançar um meio ambiente mais saudável, assim como uma sociedade mais sustentável”, informou a secretária de Meio Ambiente, Rosa Arruda.

De acordo com a engenharia florestal, Bárbara Brenda Soares, diretora do Departamento de Educação Ambiental e Socioambiental, “as ações terão o intuito de implementar linhas de caráter educativo, utilizando a educação ambiental, para conscientizá-los sobre os problemas que possuem relação direta com os resíduos sólidos, causando desequilíbrio ambiental e a saúde pública. Assim, verifica-se que é necessário buscar alternativas que possam equacionar a questão para que se alcance qualidade de vida”, destacou Bárbara Brenda.

Áreas verdes

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, o recomendado é que exista um mínimo de 12 metros quadrados de área verde por habitante. Os espaços verdes vão muito além da beleza e bem-estar, as árvores atuam no combate à poluição, contribuindo para melhorar a qualidade do ar respirado, reduzem o calor e a incidência direta de raios solares, além de serem importantes para a retenção das águas das chuvas, reduzindo a ocorrência de enchentes.

Estudos recentes mostram que as áreas verdes desempenham um papel importante no controle de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e colesterol alto. Afinal, esses espaços encorajam a prática de atividades físicas, que ajudam no desenvolvimento das funções cognitivas, evitam os quadros de depressão, aliviam o estresse, melhoram o sono e fortalecem o sistema imunológico.

Além disso, espaços arborizados limitam a impermeabilização do solo e colaboram com a retenção das águas das chuvas, minimizando os danos causados pelas enchentes. Por fim, é preciso mencionar a estética, já que o paisagismo é capaz de criar ambientes ainda mais serenos e acolhedores. Nas empresas, isso pode ser usado para alavancar os índices de motivação e de produtividade das equipes.

 

Meio Ambiente