Conservatório de Imperatriz

SEMANA DA CRIANÇA

Peça "Pluft, o fantasminha", é apresentada para acolhidos da Casa da Criança

Evento foi realizado na manhã desta quinta-feira, 13

Publicado em: 14/10/2021 por João Rodrigues

Fundação Cultural de Imperatriz

Peça "Pluft, o fantasminha", é apresentada para acolhidos da Casa da Criança

Companhia é formada por alunos do curso de teatro do Conservatório de Música de Imperatriz, ligado à Fundação Cultural. (Foto: Assessoria)

Em comemoração à Semana da Criança, a Companhia de Teatro do Conservatório de Música de Imperatriz apresentou, na manhã desta quinta-feira, 14, na Casa da Criança, a peça “Plutf, o Fantasminha que tinha medo de gente”.

A apresentação teve um texto mais leve e lúdico sob medida para as crianças do espaço, que sofreram a quebra de vínculos familiares após terem passado por algum tipo de violência, e aguardam decisão da Vara da Infância e Juventude sobre seu futuro, que pode ser voltar para a família de origem, família extensa ou destituição do poder familiar para a adoção.

Clássico da dramaturgia brasileira,da escritora Maria Clara Machado, peça conta a história de um fantasminha camarada que conquistou a amizade de Maribel, a neta do velho marinheiro Bonanza. 

Na trama, o pirata da perna de pau tenta encontrar o tesouro do velho Bonanza e acaba capturando a jovem Maribel. Os amigos de Maribel passam a procurá-la e encontram o fantasminha que tenta ser amigo deles, mas claro, a tentativa não dá certo.

As trapalhadas dos amigos de Maribel, a ingenuidade do fantasminha que pensava que poderia ser amigo de todo mundo e sua mãe com os pasteis de vento, complementam a trama que tem surpresas e arrancaram gargalhadas da criançada. Houve interação com o público com direito a pose para fotos no fim da apresentação com a criançada numa grande diversão.

“Eu escolhi este texto que é um clássico da dramaturgia brasileira, voltado para a criançada. Então como estamos na semana da criança resolvemos levar esta peça para vários lugares como no Conservatório de Música, numa escola infantil e agora aqui na Casa da Criança, que é um pouco mais carente deste estilo de arte”, justificou o professor e coordenador da Companhia de Teatro, Evaldo Lima. Ele acrescentou que além de proporcionar um pouco mais de alegria para a criançada da “casa”, a apresentação também possibilita aos atores conheceram várias realidades existentes na cidade e a forma de inserção deles na sociedade.

“Se é um público mais adulto, a gente escolhe um texto mais adulto, se é um público mais popular, a escolha é por um texto que tem a ver com a realidade daquelas pessoas e se é infantil, como é o caso deste, a gente traz um texto mais leve e mais lúdico, que mexe com a imaginação deles”, arrematou professor de teatro.

Com pouco tempo na turma de teatro, a atriz Maria Eduarda Cavalcante, que dá vida ao “Pluft”, se disse gratificada com a receptividade do público.

“Trazer sorriso para eles é muito bom são crianças que já foram vítimas de alguma coisa e é sempre legal trazer uma experiência nova, um sorriso e trazer fantasia para estas crianças e sentir o carinho delas que vieram nos abraçar assim que terminou a apresentação”, ressaltou Maria Eduarda.

Assim como a interprete de “Pluft”, a atriz Vitória Brito, a Maribel, disse que apresentar a peça na Casa da Criança foi muito divertido, seu personagem é uma criança e houve uma grande identificação.

“Foi muito bom. A Maribel é criança e a gente se sente criança de novo, principalmente, perto de várias crianças. Eu acho o ambiente muito bom, leve, e todo mundo se diverte junto, tanto a as crianças quanto nós que estamos apresentando”, resumiu Vitória Brito.

Coordenadora da Instituição de Acolhimento Casa da Criança, Rosane da Paz, ressaltou que a apresentação teatral é muito importante por levar um pouco mais de alegria e diversão ao públlico atendido no espaço. A “casa” faz parte da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e tem por atribuição receber crianças em situação de rompimento de vínculos familiares em atendimento à determinação da Vara da Infância e Juventude.

“É bem gratificante receber essa turma de teatro e a casa está sempre aberta com possibilidade para estes eventos e só temos a agradecer essa iniciativa”, reconheceu a coordenadora.

Conservatório de Imperatriz